Passeios
Interior_Camara_Salao_nobre.JPG

Levadas e veredas, um modo de conhecer a Madeira, para todo o viandante que aprecia o repouso e o contacto directo com a natureza, frequentemente quase intocada desde os primórdios do povoamento.

Desde os primeiros tempos da colonização, houve a necessidade de trazer água desde as vertentes Norte da Madeira, com maior pluviosidade média, para o lado Sul onde, graças às vertentes menos declivosas, era mais fácil habitar e cultivar. Para alcançar esse objectivo, foram sendo construidas as levadas, canais que evidenciam um trabalho tenaz e audacioso durante gerações.

Posteriormente, na década de 1940/50, foi dada execução a um plano de aproveitamento hidrológico na base do qual esteve a construção de nova série de levadas, com maiores proporções, destinadas a, por um lado fazer funcionar centrais produtoras de energia eléctrica, e por outro, a conduzir também aquele precioso recurso para as zonas onde a irrigação era mais necessária.

Existe também na Madeira uma antiga rede viária, composta por caminhos de pé posto, ou veredas, e também por estradas pedonais pavimentadas, que ainda hoje são reconhecíveis e podem ser utilizadas para trabalho ou lazer.