Freguesia da Ilha
O sítio da Ilha ascendeu a freguesia por decreto da Assembleia Regional de 1989, pertencendo ao Concelho de Santana. Abrange uma área de 1500 hectares, limitados pelas freguesias de S. Jorge e de Santana e pela divisão dos concelhos de Câmara de Lobos e Santana, estabelecida no cume do Pico Ruivo.

Tendo-se a colonização iniciado na encosta sul da Ilha da Madeira, foram distribuídas aos colonos muitas terras de sesmaria na encosta Norte, devendo-se o nome de Ilha a Jorge Pinto, que estabeleceu um morgadio em 1556, abrangendo uma pequena área em Santana e outra área maior em S. Jorge, ficando conhecidas por “morgadio da Ilha”.

Com uma economia baseada na agricultura, a sua dinâmica social é caracterizada por grandes fluxos de emigração, que ainda hoje se faz sentir. Seguindo pela estrada asfaltada não deixe de visitar a Achada do Marques, pequeno aglomerado populacional caracterizado pelos tradicionais “poios” (campos agrícolas) e antigos palheiros.